4 anos de noivado: a maior lição que aprendi


Olá gente bonita!


Não repara as teias de aranha não, tá? É que está rolando uns transtornos, estamos em obras para melhorar nossas vidas. ;)

Hoje é o incrível dia em que comemoramos 4 anos de noivado!

O QUÊ? QUATRO ANOS?

Pois é. Voou, não é mesmo?



E com uma experiência tão grande em "ser noiva", quero dizer qual foi a maior lição que aprendi sobre noivados longos e que se adéqua perfeitamente aos relacionamentos. E é ela:

- Sempre mantenha a chama acesa. -

A maioria das pessoas não noivam pensando em estender esse período a longo prazo. Mas as vezes a vida, essa eterna caixinha de surpresas, acaba nos dando uns golpes meio doidos e a gente acaba tendo que rever planos. Ninguém sabe quando isso acontece. No nosso caso, a gente ainda nem tinha começado a realmente ver fornecedores ou ter marcado data. 

Muitas pessoas acabam se vendo adiando tudo as vezes faltando poucos meses para a cerimônia: uma situação financeira que apertou, uma mudança a trabalho, algum imprevisto de saúde com algum familiar. E o noivado passa de "entre 18 e 24 meses" a "três, cinco anos".  As vezes isso fica em aberto, esperando algo melhorar, e essa melhora demoooora a vir.

Exatamente por demorar a vir que a chama do noivado deve ficar acesa.

Estar noivo é mais do que estar em vias de preparar um casamento. É uma mudança de espírito. Se não fosse assim, ninguém noivava: já logo agendava o casamento durante o namoro e "de boas".

E se você não mantiver esse estado de espírito sempre aceso, o desânimo irá bater.

Muitas pessoas passam a vida esperando o pedido de casamento. E quando falo a vida, é literalmente. Eu mesma, como boa canceriana, desde criança ficava imaginando como seria. Desde antes dos 10 anos eu tinha certeza que queria um tomara-que-caia decote coração, decisão essa que permanece até hoje e não abro mão. E quando o pedido finalmente acontece, há um calor enorme que se abre em nossos corações.

E quando o assunto passa a ser silenciado, deixado de lado porque "não há perspectiva de um casamento próximo", é pior do que quando você era a solteirona das suas amigas.

Porque o pedido já aconteceu. Você não está esperando nada novo além dos preparativos. É morrer na praia. Mesmo.

Você cria milhares de expectativas. Suas pastas no computador andavam lotadas. Seus amigos simplesmente se irritavam porque você só falava de casamento porque era a coisa mais maravilhosa que aconteceria em breve. E, de repente, você já não conversa mais disso com seu parceiro, o assunto não vem, a busca pelas referências não acontece mais.

Até que chega ao ponto de que você simplesmente tem aversão do tema. Feiras de noivas? Não quer nem chegar perto. Casamentos de amigos? Cada convite é um misto de felicidade, uma tristeza enorme e culpa por se sentir mal. Passar em frente a lojas que alugam vestido já não fazem você parar ou entortar a cabeça no ônibus. Você para até de dar o sorriso amarelo quando te perguntam quando finalmente vocês vão casar.

Casamento se torna algo ruim quando você não alimenta a chama. Porque vira traumático.

Tal como nos relacionamentos, é preciso sempre que você mantenha a chama acesa. Não temos isso de "não podemos deixar cair na rotina", "temos que conquistar o parceiro todos os dias"? Pois é. E isso é uma outra verdade absoluta.

Não é óbvio que você quer casar. Não é óbvio que num determinado momento você vai se animar em arrumar os preparativos. Não é óbvio que no momento certo você vai finalmente se animar em treinar os DIY com seu(a) parceiro(a). Assim como não é óbvio que você ama o outro. Que você quer estar com aquela pessoa para sempre. Que você a deseja.

Porque queridos, o mundo muda e nossos sentimentos também. E obviedade não alimenta frio na barriga de ninguém, ok?

Então mesmo que a cerimônia não tenha uma data, não deixe de fazer algo com o(a) parceiro(a) para lembrá-lo do quanto aquele momento é especial. Não deixe que o fogo criado pelo pedido de casamento morra.

Porque você não fará outro pedido para reativá-lo, não é mesmo?

E uma vez que ele desapareça, dificilmente os preparativos terão o mesmo sabor. Terão teor de "obrigação", como se tivesse montando um evento para os demais e não para si mesmo. Aquele momento único perde sua aura de encanto.

Por isso queridos noivos, não deixe de alimentar SEMPRE a chama do noivado de vocês. Porque a gente nunca sabe quando surge um obstáculo. Nós nunca sabemos o tempo real que demorará uma crise. Sem contar que falar de casamento após o pedido é algo que faz com que o coração se aqueça e é uma incrível forma de aproximar os casais.

Mas isso de aproximação é um papo pra oooutro post.

;)

0 comentários:

Postar um comentário



 
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT 2015