Desperte-se!

Olá gente bonita!

Esse post demorou um pouco para sair porque rolou um imprevisto (bom, se considerar o tema dele), que foi a morte horrível do meu celular no sábado de madrugada - e assim fiquei sem as fotos. Mas agora que consegui pegar elas de volta, vamos ao post porque estou ansiosa!

Ops! Palavrinha mágica! Ansiedade! Mas antes de falar sobre isso, precisamos falar sobre o Desperte-se.

O Desperte-se é um evento que acontece normalmente todo último sábado do mês, produzido pelas Flavinhas (Flavia Cadinelli e Flavia Kelmer) e cujo objetivo é ajudar os participantes a ter uma vida mais zen e discutir o tema escolhido para aquele mês.

Desde o primeiro evento eu queria ir, mas SEMPRE calhava de eu estar viajando no final de semana do evento. Aí, como o universo não falha, neste mês de abril eu fiquei em Juiz de Fora e quando saiu o link para inscrição eu corri para fazer antes mesmo de ver o tema. Quando eu abri, eu só consegui rir: realmente, o universo não falha!

"Quando a ansiedade não cai bem"

Quer tema mais a minha cara? Pois é, não tinha como. E pior, nos dias que antecederam o encontro eu estava com a ansiedade atiçadíssima (não só pelo encontro, mas por milhares de outras coisas), a ponto de ter crise dormindo! Fora o nosso velho e amado "apertamento" que já me roubou uma lasquinha de todos os dentes, obturações quebradas, etc.

(eu vou divagar um pouco gente, o post vai ficar mais longo, mas é para que fique claro o motivo pelo qual este encontro foi tão importante para esta pessoinha que vos fala)

Estes sintomas de ansiedade não são novos, mas foram piorando com o tempo. Vida adulta, maior cobrança - e nem estou falando do mundo, mas de "Lu" para "ela mesma". O mestrado potencializou isso junto com toda uma conjunção pessoal (problemas familiares, problemas de saúde na família, problemas pessoais e com pessoas que eu amo) que me levou a ficar seriamente doente nos últimos 2 anos devido a ansiedade. E eu nunca soube lidar com ela. Este era o meu principal problema: minha ansiedade tinha ansiedades!

Muitas pessoas que me acompanharam neste caminho me indicaram um caminho zen, fugindo da psiquiatria tradicional (DEOSMELIVRE de remédios controlados, já tomei na época de tratamento para enxaqueca e já foi uma experiência ruim o suficiente). Meu próprio orientador uma vez me perguntou porque então eu não fazia Yoga, que ele achava que seria o melhor caminho para mim. Muitos amigos indicaram o mesmo caminho e eu mesma sabia que era algo que eu queria - mas, como sempre, o tempo escapando pelos dedos me fez adiar este cuidado comigo mesma. Um erro horrível, confesso.

Então, animada com a possibilidade de discutir sobre esta companhia tão fiel em minha vida, fui no último sábado, numa manhãzinha fria lá no Dharma Spa Urbano. Primeiro começamos com uma meditação guiada que já preparou todo mundo para aquela manhã linda, com muitos desabafos, lágrimas e esperança para todos nós que sofremos um pouco com este problema.

Espaço lindinho onde foi o Desperte-se!


Depois a psicoterapeuta Adriana Sleutjes conversou com a gente sobre muitas coisas bem interessantes, como por exemplo:
  • A ansiedade em si não é um problema - pelo contrário, ela foi responsável pela sobreviência da nossa espécie.
  • Soubemos mais sobre a fisiologia da ansiedade - acredite, isso é importantíssimo para você entender a forma de controlá-la.
  • Essencialmente muitas vezes a crise de ansiedade ocorre porque estamos tentando arranjar soluções para problrmas que existem apenas na nossa cabeça. 
  • Aprendemos os sintomas da ansiedade (99% de aproveitamento para a Lu! Só as ondas de calor ou frio que eu não senti até hoje).
  • É possível sim ter crise de ansiedade dormindo, provocado por seus sonhos.
  • Uma das coisas fundamentais para controlar a ansiedade é focar e viver o hoje.
  • Aprendemos também técnicas para aprender a controlar e a evitar crises de ansiedade (uma delas tem sido essencial para manter a minha calma antes de dormir), como meditação, o controle da respiração (sempre preze pela respiração abdominal!), faça automassagem (a ansiedade pode ser "mental", mas seu controle pode ser feito pelo corpo), comece a preparar para dormir uma hora antes do que pretende (isto envolve até tornar o espaço em que você dorme mais confortável) faça exercícios de autorelaxamento.
Este exercício de autorelaxamento que aprendemos e fizemos lá foi o método de relaxamento autógeno de Schultz. Depois disso eu passei a fazer antes de dormir e sinceramente, diminuiu consideravelmente as minhas insônias e crises de ansiedade de madrugada. Façam também, preferencialmente ouvindo uma música bem relaxante!

Depois disso, hora da confraternização! Rolou a presença do Café Caramelo e da Natuchi Produtos Integrais. Gente, manhã fria com cafezinho lembrando sabor de capuccino e pães integrais e sanduichinhos foi tudo de bom! Agora vou correr pra comprar meu Café Caramelo de Amarula para combinar com o restinho (que já está acabando) do meu pão integral com recheio de banana (eu perdi a foto da mesa lá na hora gente. Oh dó), que é um DELÍCIA! Perfeitíssimo para estas Marmotas em vibe fitness!

E, por fim, gente, olhem essas lindezas! Eu já estava de olho nestes cordões desde que a Flavinha tinha mostrado eles pela primeira vez no Instagram. Eu acredito muito no poder dos patuás e então eu queria aproveitar aquela atmosfera linda de colaboração e carinho para já encher o meu de energias boas, ou seja, já saí de lá usando o meu! 


E agora... O meu lindíssimo escolhido! Sim, estou apaixonada!
E, por fim, uma fotinha linda dessa turma incrível, com tantas histórias e que esteve uma manhã unida em solidariedade aos outros, em busca de uma vida melhor, mais saudável e mais zen!

Namastê!
E se você se encantou, fique de olho lá no Movimento Zen que junto com o Desperte-se, sempre tem uma agendinha de eventos em busca de uma melhor qualidade de vida através de uma vida mais zen e saudável!

0 comentários:

Postar um comentário



 
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT 2015