O (novo) encontro com Fabrício Carpinejar

Oi gente bonita!

Estamos aqui, one more time, para falar do nosso (novo) encontro com o querido Fabrício Carpinejar. Não importa quantas vezes aconteça, sempre será uma tietagem nova. Até porque neste meio tempo ele atacou de guru (com uma incrível habilidade de ler mentes) mais outras vezes em situações novas e nosso carinho aumentou (juntamente com nosso medo também!)

Aconteceu no dia 28 de julho o lançamento do livro "Para onde vai o amor", na Livraria Travessa. Nós, como (péssimos) admiradores, acabamos faltando o último lançamento. Acabamos chegando um pouquinho atrasados, o que nos rendeu uma entrada no meio do bate-papo (e a noiva Lu, que morre de timidez adoora este tipo de coisa -sqn). Como consequência do nosso vacilo, ganhamos um cumprimento especial do Carpi.

- Tâo bonitinho quando a gente é chamado de "Casal marmota". *-*

Muitas coisas que foram ditas também caíram como uma luva para nós (como sempre). Por mais que o amor e a forma de senti-lo não seja universal, parece que muitas vezes ele nos entende mais do que nós mesmos. Das coisas felizes aos pequenos esporros. Na verdade é como ouvir um grande amigo nos dando um toque, como se tivesse ouvido nossos últimos desabafos. Sim, vocês já ouviram isso muito de nós, mas cada vez que acontece continua nos surpreendendo. O mais engraçado é ouvir a risada louca do (louco) Carpi. Não tem como não cair na gargalhada junto.

Depois do bate-papo esperamos as pessoas passarem na nossa frente na fila. Sentamos para comer e tivemos ideia de uma brincadeira bem interessante para testar o quanto o outro conhece de você. Aguardem que será bem bacana! Ficamos também perambulando pela livraria (a Lu encontrou um tesouro importantíssimo. hehe)

OMFG! Este livro não anda disponível nas livrarias online, então foi um achado maravilhoso!
Quando finalmente foi a nossa vez, fomos recebidos por ele de uma forma tão gostosa que é difícil ter uma visão dele como temos da maioria dos nossos ídolos. Achamos que é por isso que sentimos que ele é mais uma espécie de guardião do nosso relacionamento do que o "distante e intocável ídolo" que tanto amamos. Batemos um papo bacana, o Paulo quase quebrou a coluna dele (:P), tomamos um puxão de orelha quanto ao nosso casório, fomos ameaçados de sermos exlcuídos da página dele se não casarmos logo (sim senhores, até Fabrício Carpinejar já está pedindo o casório do casal de Marmotas em Apuros!), colocamos um cadinho de medo nele parecendo meio malucos (só parecendo, ok?) e saímos de lá felizes e mais encantados com a pessoa dele. 


Sempre é uma delícia estar com as pessoas que, direta ou indiretamente nos ajudaram a estar aqui hoje. Neste caso, é um prazer imensurável estar com alguém que nos trata com uma forma tão carinhosa que nos deixa bobos cada vez que o encontramos. 


E vocês, tem algum ídolo que admiram tanto assim? Conta pra gente nos comentários!

0 comentários:

Postar um comentário



 
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT 2015