A lista

A lista.
Certo medo e confusão tomam conta da minha cabeça.
Quem chamar?
Sei que rodei sites e sites e não descobri nada. Só descobri que o casamento será considerado pequeno, no que depender de mim.
Fiquei seriamente em dúvida, será que deveria chamar os amigos dos meus pais? As primas e tias com quem quase não tenho contato?
Minha família é grande, mas não como a da Lu, então no meu caso será menos complicado.
Após bastante reflexão, percebi que deveria chamar “pouca gente”, cortei uns nomes que tinha pensado antes e bateu em torno de 50 pessoas. O importante na verdade, era que eu chamasse apenas os mais chegados MESMO. Ai conversando com a Lu, ela me pareceu meio estranha... Não entendi... Ela estava meio nervosa, apreensiva... Aí me vem ela dizendo “Olha, não tem como eu chamar menos de 100 pessoas”. Olha, foi um momento muito engraçado, pois percebi que ela viu que chamei pouca gente e ficou perturbada, pois a diferença dos números era BEM grande. A lista dela fecha HOJE em torno de 120 (é isso amor?).
Bem, eu ri e falei que 50 era o que EU ia chamar, ela podia chamar quantos quisesse.
Para mim, essa parte de lista de convidados é um tema complexo, que deve ser aberta e largamente conversado. Por quê? Justamente para não dar problemas desnecessários. Se a Lu quer chamar 300 de Sparta, que chame, eu quero chamar meus 50. E não vejo problema algum.
Acho que fica mais um aprendizado na estrada, mais um detalhe, que vai ser mexido mais algumas vezes, mas também muito importante.

E vamos que vamos!
Abraços a todos!
Linho

0 comentários:

Postar um comentário



 
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT 2015