O que aprendi com 362 dias de noivado

Após 362 dias do pedido oficial, faltando tão pouco para comemorar o nosso primeiro aniversário de noivado, decidi fazer o velho ritual de 'refletir sobre o passado'. Acredito que seja uma boa experiência. Normalmente para mim funciona, e algumas coisas devem ser consideradas sim neste momento, até mesmo para quem se ilude com algumas coisas pós-pedido.

1) Expectativas
Perceber que há uma expectativa enorme das pessoas sobre seus próximos passos é meio assustador. Sabia que demoraria uns 2 anos e meio ainda para casar. Nosso processo é muito mais difícil com esse relacionamento a distância e não queríamos correria, principalmente porque eu sou só um pouquinho estressada. ;)
O problema é que as pessoas acreditam que estamos respirando casamento. Esperam que vamos casar ano que vem. Não só conhecidos, mas donos de lojas também. Não me esqueço da primeira prova de vestidos e como fui tratada na primeira loja, só porque ainda estava distante da data final. Resultado da loja: perderam uma possível cliente pela falta de carinho com uma recém-noiva animada.

2) Imprevistos acontecem. Mais do que você espera.
Você se senta com o noivo, traçam uma estratégia para tentar alcançar a meta pretendida de orçamento do casamento. Tudo poderia ser lindo e se encaminhar bem se o destino não se metesse a besta e estragasse isso.
É preciso ter flexibilidade e entender situações que fogem da alçada dos dois. Principalmente se tratando de dois jovens recém-formados almejando duas coisas ao mesmo tempo: casamento e casa própria. É preciso ter paciência, pensar em planos B e correr atrás de novas saídas. E não perder a fé de que tudo vai dar certo. E óbvio, correr atrás.

3) Nem todo mundo está na mesma vibe que você.
Parafraseando uma amiga minha, no início do noivado, minhas lista de assuntos era: "casar, casar, casar... Casar, casar, casar". O problema é que nem todas as pessoas querem ouvir falar disso. Dica de ouro: dilua esses assuntos para falar disso todos os dias (se for essa a sua empolgação), mas com pessoas diferentes. Tenha feeling pra saber com quem você vai falar. Quando menos se espera, alguém demonstra curiosidade, enquanto outras não querem saber.

4) Parece que não, mas é muita coisa para organizar
Há uma sutil diferença quando o noivo 'entrega' a organização do casamento para a noiva e quando os dois estão igualmente engajados: são muitas coisas para serem conversadas e decididas, mil ideias de ambos os lados que devem ser consideradas... Claro que NUNCA será ruim os dois participarem igualmente. Mas fato é que assim percebemos os inúmeros detalhes que precisam ser decididos: paleta de cores, onde será a recepção, horário, como será a festa, lista de convidados, como vamos alocar eles (já que descobrimos um empecilho que será divulgado em breve), flores, tipo de vestido, tipo de convite, convite dos padrinhos.... E por aí vai...

5) Pode parecer que não, mas uma mudança de anel pesa na vida do casal
Não é só uma mudança de status no Facebook, a mudança de um anel de prata para um anel de ouro. É uma responsabilidade que cai inerentemente sobre a vida do casal. Se assume um compromisso com data estipulada para acontecer, assume um compromisso que vai além do casal: é a união ente duas famílias também. O envolvimento entre as partes vai aumentando, e no meio da correria cotidiana, não deixa de ser mais uma coisa a 'ser cobrada'. Afinal, alguns detalhes têm que ser vistos com antecedência e, na correria entre concursos, empregos, estudos, realmente isso pesa principalmente no humor. É preciso muito jogo de cintura para lidar com isso tudo sem desgastar o relacionamento. Sim, nem tudo são flores no caminho pro altar.

Mas, claro, são 5 tópicos de 'problemas' para uma infinidade de sensações gostosas que vieram nesse meio tempo. Quantas lágrimas não rolaram lembrando do pedido? Quantas pessoas não fiz chorar mostrando o pedido? (hehe). Uma canção no noivado oficial, toda uma expectativa que enche meus olhos de lágrimas quando penso no dia 18 de julho de 2015. Na balança, os pontos positivos pesam muito mais. Mas é sempre bom compartilhar as adversidades, pois hoje em dia é difícil encontrar verdadeiros guerreiros dispostos a superar os problemas, então... É só para ajudar quem virá depois de nós nessa jornada. Acredite, vale a pena. ;)

0 comentários:

Postar um comentário



 
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT 2015