Companheirismo

Olá gente.

Sumimos sim. Coincidiu dele terminar a monografia e eu começar meu "mergulhão de rádio" - para quem não sabe, são 8 semanas em que, de segunda a quinta produzimos um jornal que entra no ar entre 8:30 e 11 da manhã. (quem quiser pode ouvir, a partir de 7 de janeiro aqui, mas somente no Internet Explorer). 

Sinceramente, é absurdamente TENSO. Mal tínhamos tempo para nos falarmos, quem dirá pensar em escrever alguma coisa pro blog.

Mas não podia deixar de dizer uma coisa aqui: eu tenho a sorte de ter o noivo mais companheiro do mundo. E não, não é exagero.

Na primeira semana de mergulhão fui editora do jornal. O que significava ficar até pelo menos duas da manhã esperando matéria chegar e montar o jornal. No final, somando com o trabalho de âncora do dia anterior eu fiquei 19 horas seguidas trabalhando única e exclusivamente por conta da rádio. E o Paulo estava do meu lado em cada minuto. Ofereceu ajuda mesmo não entendendo muito de jornalismo.

Todos os programas que fui âncora ele ouviu. Ele ouviu atenciosamente todo o programa de Natal.]

Ganhei um fã clube, ele é o primeiro membro.

1 comentários:

  1. Cara, achei o máximo ele te ouvir, o apoio que ele te dá pras coisas é mesmo sinal de muito amor e maturidade, casa mesmo Lu!!!!

    E infelizmente tbm sei oq é o mergulhão de rádio ahshusuhshu

    ResponderExcluir



 
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - COPYRIGHT 2015